AMIRI BARAKA das kapital

baner kapital

DAS KAPITAL

Mulheres estranguladas no matagal do subúrbio
seus corpos jogados apodrecendo enquanto bêbados de martini
procurando suas new yorkers trabalhadores pendulares têm uma ideia de projeto
& podem ficar ainda mais bêbados mais tarde assistindo na tv à reprise do
[programa sobre Ford.
Haverá rios desses trabalhadores chegando, saltando
perto de onde as garotas foram mortas. Duas delas estranguladas pelo
maníaco.
Há maníacos escondidos em todos os lugares você não vê? Dúzias
e dúzias, toneladas de maníacos (apesar de serem
uma minoria). Mas eles nos aterrorizam de maneira uniforme, por todo lado
nós procuramos nas paredes de nossas casas, nas latas de lixo cheias
espalhadas por nossas inadimplentes cidades e poderíamos nos assustar. Uma
[ratazana
passa sem problemas por nós em direção a um banquete, você pode ouvir os
[brindes sendo erguidos
pelas paredes, cheios do humor das ratazanas? Explosões de fogo,
[o filho de uma mulher vai cambalear
e morrer com uma poça de sangue em volta da cabeça. Mas não será o maníaco.
[Essas velhas casas
se desfazem, desempregados colapsam, caem ao nosso lado, acossados, os dedos
[cinzentos. O ar é frio
o inverno se acumula sobre nós se firmando grau a grau. Precisamos de uma
[aspirina ou algo do tipo
e abraçamos nossos casacos. O careca na televisão segue falando de maneira
[mecânica
não dá para engolir ou entender sua insossa ignorância. As pessoas mudam de
[canal
em busca de Good Times e chegam a um negro com um chapéu enfiado na cara.
[Flashes das sombras do maníaco antes de
ir pra cama, antes de fechar as cortinas você pode ver as folhas sopradas pela rua
escuro demais para ver o que está escrito nelas, as datas, as quantias que devemos.
[Logo as ruas
também estarão vazias, depois que as pessoas tiverem voltado da igreja pra casa
[tendo sido salvas novamente do
Maníaco… exceto que um close do grande místico, o rosto rolando até as mãos, lhe
[trará
calafrios enquanto você procura traços da vida dos maníacos. Mesmo ali, entre os
[mitofrênicos.

O que você pode fazer? Finalmente é hora de ir pra cama. As sombras se fecham ao
[redor o quarto em silêncio.
A maioria de nós sabe que há um maníaco à solta. Nossas vidas um emaranhado de
[frustrações e capacidades
não preenchidas. As garotas mortas, o ruído das ratazanas, as sombrias luzes
[piscando, a voz morta na
televisão, era sangue e cabelo aquilo nas unhas do pregador? Outras pistas

nós as ruminamos enquanto vamos dormir, os esqueletos das notas de dólar, traços
[de trabalho velho, usado,
removido da cena do crime até que nos lembramos em choque que todo lugar
é a cena do crime. Amanhã você terá de encarar isso suspira através de nós como o
[vento, nós teremos de
encarar isso, como uma velha canção na rádio cidade, trabalhando para o dólarrrr
[ianque, quando éramos
crianças, pensávamos que não era o vento, mas o maníaco arranhando
nossas janelas. Quem é o maníaco, e por que em todos os lugares ao mesmo
[tempo…

/// tradução de vinícius gonçalves melo / original aqui/// fotografia doug rickard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s